Wiegand - Notícias

Wiegand no hotspot cultural de Arles

Arles, antiga capital da província do Império Romano, é uma cidade no Ródano, na Provença. Numerosos restos de edifícios são vestígios dessa época. Além disso, o pintor mundialmente famoso Vincent Van Gogh viveu e trabalhou aqui ocasionalmente, tendo sido inspirado pela atmosfera especial deste lugar.

O “Luma Arles” é um conhecido complexo cultural fundado em 2013. Aqui, os artistas têm a oportunidade de experimentar e criar novos trabalhos em conjunto com outros artistas, cientistas, inventores e o público.

Maja Hoffmann, colecionadora de arte e co-herdeira da empresa farmacêutica suíça Hoffmann-La-Roche, adquiriu o local de vários hectares em 2010 por cerca de dez milhões de euros. A mecenas investiu mais 150 milhões de euros na expansão do novo centro cultural.
A nova atração e centro do novo hotspot cultural é a torre “Arts Resource Building” de 56 metros de altura, que pode ser vista de longe, e que foi projetada pelo arquiteto estadual Frank Gehry.
Os mais de 11 000 painéis de alumínio, que fazem o edifício parecer uma rocha brilhante, garantem reflexos de luz espetaculares de dia e de noite. Cada um desses painéis é único e foi fornecido com um código de leitura com instruções de montagem para garantir que a torre é construída em conformidade com o plano.

No interior da torre, dois escorregas nossos completam o todo artístico. Tal como em muitos outros projetos de cariz extraordinário, também esteve aqui envolvido o artista Carsten Höller. A preparação deste projeto emocionante teve os seus inícios em 2016. Havia muitos designs e posições possíveis para os escorregas até a escolha principal ter recaído, no final, sobre o edifício principal.
Os dois escorregas de 30 metros de comprimento partem de uma altura de 12 metros. Como em todos os projetos conjuntos que implementamos com Carsten Höller até agora, este sistema duplo também é equipado com uma cobertura de policarbonato transparente e semáforo controlado por sensor. As partidas especiais no início e as saídas no fim dos escorregas garantem que também pessoas com deficiência podem utilizar os escorregas em segurança.

Scroll